Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

http://www.esel.pt/esel/pt

Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, também conhecida pelas suas iniciais, ESEL, resulta da fusão de quatro escolas superiores em Lisboa. Sendo estas a Escola Superior de Enfermagem de Artur Ravara (adjacente à Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa), a Escola Superior de Enfermagem de Calouste Gulbenkian de Lisboa (no Hospital de Santa Maria), a Escola Superior de Enfermagem de Francisco Gentil (no Instituto Português de Oncologia) e a Escola Superior de Enfermagem de Maria Fernanda Resende (no Hospital Júlio de Matos). Esta fusão tornou-se oficial no dia 27 de Fevereiro de 2007.

A Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL) criada pelo Decreto Lei nº175/2004 de 21 de Julho, resulta da fusão das quatro escolas superiores de enfermagem públicas de Lisboa - Escola Superior de Enfermagem de Artur Ravara; Escola Superior de Enfermagem de Calouste Gulbenkian de Lisboa; Escola Superior de Enfermagem de Francisco Gentil e Escola Superior de Enfermagem de Maria Fernanda Resende. Tem os seus Estatutos aprovados pelo Despacho normativo nº 16/2009 de 7 de Abril (Diário da República, 2.ª Série - Nº 68 - 7 de Abril de 2009). Os primeiros orgãos de gestão - Conselho Directivo, Conselho Pedagógico e Assembleia de Escola - tomaram posse a 24 de Setembro de 2007.

A génese deste processo remonta a 2001 com a publicação do Decreto-Lei nº99/2001 de 28 de Março e parte da necessidade de articular sinergias indispensáveis ao desenvolvimento do ensino e da profissão da enfermagem. A decisão de criar uma escola única foi uma decisão livremente assumida, que se consubstanciou na elaboração de um plano comum de desenvolvimento e na implementação de vários projectos conjuntos.